Anúncio da indexação que prioriza dispositivos móveis para toda a Web

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

Quinta-feira, 5 de março de 2020

Já faz alguns anos que o Google começou a trabalhar na indexação que prioriza dispositivos móveis: o rastreamento da Web feito pelo Google usando um Googlebot para smartphone. De acordo com nossa análise, a maioria dos sites exibidos nos resultados da pesquisa está pronta para a indexação que prioriza dispositivos móveis, e 70% deles já fizeram essa mudança. Para simplificar, aplicaremos essa indexação a todos os sites a partir de setembro de 2020. Até lá, continuaremos fazendo isso quando nossos sistemas detectarem que os sites estão prontos.

Ao passar um domínio para a indexação que prioriza dispositivos móveis, há um aumento no rastreamento do Googlebot enquanto o índice da versão do site para dispositivos móveis é atualizado. Dependendo do domínio, essa mudança pode levar algum tempo. Depois disso, usaremos eventualmente o Googlebot tradicional para computador, mas a maior parte do rastreamento da Pesquisa será feito com nosso user agent para smartphones. O nome exato do user agent utilizado será correspondente à versão do Chromium usada para a renderização.

No Search Console, existem muitas maneiras de verificar a indexação que prioriza dispositivos móveis. O status é exibido na página de configurações, assim como na Ferramenta de inspeção de URL, ao verificar um URL específico relacionado ao rastreamento mais recente.

Nossas orientações sobre como fazer com que todos os sites funcionem corretamente com a indexação que prioriza dispositivos móveis continuam sendo relevantes, tanto para sites novos quanto para os atuais. Nossa principal recomendação é garantir que o conteúdo exibido seja igual (incluindo texto, imagens, vídeos e links) e que os metadados (títulos, descrições e metatags robots) e todos os dados estruturados sejam os mesmos. É bom verificar essas informações novamente quando um site for lançado ou passar por mudanças significativas. Nas Ferramentas de teste de URL, é possível verificar diretamente as versões para computador e para dispositivos móveis. Caso você use outras ferramentas para analisar seu site, como rastreadores ou ferramentas de monitoramento, utilize um user agent de dispositivos móveis para saber o que é detectado pela Pesquisa Google.

Continuaremos a ter compatibilidade com várias maneiras de criar sites para dispositivos móveis, mas recomendamos o Web design responsivo para novos sites. Sugerimos não usar URLs separados para dispositivos móveis (frequentemente chamados de "m-dot") devido a problemas e confusões que detectamos ao longo dos anos, tanto nos mecanismos de pesquisa quanto para os usuários.

A indexação que prioriza dispositivos móveis avançou muito. É muito bom ver como a Web evoluiu dos computadores aos dispositivos móveis e como os webmasters ajudaram a rastrear e indexar os sites para unificar a forma como os usuários interagem na Web. Agradecemos todo o seu trabalho ao longo dos anos, que foi importante para que essa transição fosse o mais suave possível. Continuaremos monitorando e avaliando essas mudanças atentamente. Se você tiver dúvidas, participe dos nossos fóruns de webmasters ou eventos públicos.